SAA - Sistema de Acreditação ANPAD

Devido ao crescimento da oferta de cursos de pós-graduação em Administração e Contabilidade no país - tanto de universidades nacionais, quanto estrangeiras - os pedidos de afiliação à ANPAD tem sido constantes. No intuito de avaliar tanto as características como as competências dessas instituições, a Assembléia da ANPAD decidiu criar o Sistema de Acreditação ANPAD (SAA), com o propósito de complementar a tarefa realizada pela CAPES na avaliação dos cursos, programas de pós-graduação e “Escolas de Administração e de Negócio” do Brasil.

Missão do Sistema de Acreditação ANPAD
- prover instrumentos para o contínuo aperfeiçoamento da educação em Administração e Contabilidade;
- oferecer padrões de qualidade que possam ser utilizados por estudantes, empresas e administradores acadêmicos;
- oferecer serviços de informação, acreditação, consultoria e desenvolvimento gerencial para as áreas de Administração e Contabilidade, permitindo, através dessas ações, criação de valor para os seus associados;
- promover debates, seminários, conferências, publicações e outros serviços destinados a estimular a troca de experiências e favorecer o aperfeiçoamento das práticas de governança nas instituições que ofereçam serviços de educação em Administração e Contabilidade.

Objetivos do SAA
- definir padrões de qualidade a serem utilizados pelo ensino de pós-graduação em Administração e Contabilidade;
- contribuir para o aperfeiçoamento dos cursos de pós-graduação nessas áreas;
- avalizar os cursos que atendam aos padrões definidos.

Governança
A administração do Sistema de Acreditação da ANPAD é conduzida através dos seguintes órgãos:
a. Assembléia da ANPAD;
b. Comitê Executivo do SAA - formado por nove membros eleitos em Assembléia e pelo Diretor de Acreditação da ANPAD;
c. Comitê de Recursos do SAA - formado por seis membros eleitos pela Assembléia da ANPAD;
d. Diretoria de Acreditação.

Critérios e Indicadores
Os critérios e indicadores empregados para conferir a Acreditação serão delimitados de acordo com as características individuais de cada tipo de instituição (Escolas, Mestrados Acadêmicos e Profissionalizantes, Doutorados, Escolas de Administração e de Negócios) que solicita a acreditação.
A avaliação utilizará como norte a Missão da instituição e o papel que a Escola de Administração e de Negócio e/ou Curso nela desempenha. Os indicadores utilizados contemplarão as seguintes dimensões:
- Modelo Curricular
- Docentes
- Produção e Pesquisa
- Mercados e Egressos
- Infra-estrutura

Fluxo Operacional
O fluxo operacional do processo de concessão dentro do Sistema de Acreditação da ANPAD pode ser resumido em:
1. Consulta da instituição interessada ao Diretor de Acreditação;
2. Envio de solicitação formal com formulário padrão;
3. O Diretor de Acreditação avalia as condições da instituição;
4. A instituição preenche Relatório de auto-avaliação (padrão);
5. A instituição recebe a visita de consultores para fazer a avaliação. Um relatório definitivo é redigido e, caso considere que a instituição já possa ser acreditada, este é encaminhado ao Comitê Executivo. Independente do resultado, todas as instituições podem solicitar que o relatório seja enviado o CE, mas apenas aquelas que tenham o suporte da comissão de visita terão reais perspectivas de obter a acreditação;
6. No caso das instituições não acreditadas, ou acreditadas condicionalmente, estas poderão solicitar consultoria destinada a auxiliá-las na consecução das recomendações indicadas pela equipe de consultores;
7. As instituições não acreditadas podem reapresentar sua solicitação quando se sentirem preparadas, percorrendo o processo a partir do item 3, com pelo menos um ano de intervalo.