Pesquisar
Pesquisa Avançada

Informativo 13/Out - Nov - Dez/2006


Ensino e pesquisa em administração nos Estados Unidos da América
Estas palavras têm o propósito de descrever a experiência de estar vinculado a uma universidade pública norte-americana voltada para o ensino de qualidade no campo da administração. Trata-se da Missouri Southern State University - MSSU. Entretanto, antes de avançarmos, acho que é conveniente relembrar alguns fatos marcantes.

Como sabemos os EUA foram os primeiros a criarem cursos de administração que em sua origem estavam direcionados essencialmente para as atividades de comércio. A iniciativa pioneira data de 1881 com a criação da Wharton School da Universidade de Pensilvânia. Esta orientação perdurou até o fim da segunda grande guerra. Entre 1950 e 1960 as escolas de comércio passaram a incorporar cada vez mais um conteúdo voltado para a administração. Junto com este crescimento surgiu uma forte demanda pelos cursos de MBA – Master of Business Administration que perdura até os dias de hoje. Em 1916 foi criada a Association for the Advance Collegiate Schools of Business (AACSB), entidade equivalente à ANPAD. Apesar de seus esforços, em 1959 foram divulgados dois relatórios condenando especificamente as escolas de pós-graduação norte-americanas. Foram caracterizadas como escolas vocacionais  com um alunado de segunda categoria, aprendendo com professores de segunda classe que não conheciam seus campos de ensino, faziam pouca pesquisa e não tinham contato com o mundo dos negócios.

É interessante observar que a AACSB é uma organização não governamental considerada como a mais prestigiosa entidade de credenciamento de escolas de administração e contabilidade, tanto de graduação como de pós-graduação. Complementarmente existe o trabalho realizado pelo Council for Higher Education Accreditation – CHEA que faz o acompanhamento e o credenciamento por meio de seis agências regionais:  1) Middle States Association of Colleges and Schools (MSA); 2) New England Association of Schools and Colleges (NEASCSC); 3) North Central Association of Colleges and Schools (NCA); 4) Northwest Commission on Colleges and Universities (NWCCU); 5) Southern Association of Colleges and Schools (SACS); e 6) Western Association of Schools and Colleges (WASC). Estas agências são independentes entre si, mas têm como característica a cooperação e o mútuo reconhecimento  dos credenciamentos. Todo este aparato é necessário por conta da extensão territorial, da diversidade regional e da existência de 50 estados com importantes diferenças entre eles.

Assim a MSSU é acompanhada pela NCA que cobre 19 estados da região Centro Norte, a saber: Arkansas, Arizona, Colorado, Illinois, Indiana, Iowa, Kansas, Michigan, Minnesota, Missouri,  Nebraska, New México, North Dakota,  Ohio, Oklahoma,  South Dakota, West Virginia, Wisconsin e Wyoming.

Há dois tipos de credenciamento: o institucional e o especializado. No nível institucional as agências avaliam uma instituição em sua totalidade em termos de sua missão e o atendimento dos critérios e padrões estabelecidos pelas agências. No nível especializado são avaliadas as unidades, escolas ou programas que compõem uma organização.

O processo de credenciamento é voluntário, e as intituições e programas submetem-se à análise destas entidades não-governamentais, com o propósito de receberem reconhecimento da comunidade para seu funcionamento. No caso da AACSB o credenciamento representa o alcance dos mais elevados padrões para as escolas de administração.  Esta certificação confere uma característica de qualidade que interessa aos diversos stakeholders, assegurando que as escolas credenciadas: a)  Fazem uma boa  gestão de seus recursos para alcançar uma vigorosa e relevante missão; b) Avançam o corpo de conhecimentos de gestão e administração; c)  Oferecem ensino de alta qualidade e programas atualizados; d) Fomentam significativa interação entre os estudantes e o corpo docente; e e) Formam egressos que alcançaram os objetivos específicados nos programas.

Com este pano de fundo, passo a relatar minhas observações que fui capaz de registrar até o momento. Contudo, creio ser oportuno narrar como é que vim parar aqui.

Por ter feito carreira em uma universidade pública brasileira entendi que seria interessante reciclar e conviver com a comunidade acadêmica americana. O convite partiu da School of Business Administration da Missouri Southern State University, para trabalhar como Scholar-In-Residence sob os auspícios da Comissão Fulbright.  Minha proposta para o ano acadêmico 2006/07 baseou-se no desenvolvimento de pesquisa e ensino. A pesquisa tem por objetivo fazer um estudo comparativo da competitividade internacional de empresas brasileiras e norte-americanas e o ensino foi orientado para o oferecimento de disciplinas na área de management.

Antes de aceitar o convite imaginei que poderia dedicar-me muito mais à pesquisa que ao ensino. Ledo engano. Pelo fato da Missouri Southern State University ser uma universidade direcionada para o ensino, logo compreendi que o ensino era a prioridade. A pesquisa é muito bem recebida e até valorizada, mas na realidade sobra muito pouco tempo para o seu pleno desenvolvimento. Isto ocorre porque nos EUA as teaching universities e as research universities desempenham papel muito diferenciado.

Algumas características merecem destaque. Falarei um pouco sobre o respeito, a liberdade acadêmica e a predominância de alunas. De forma bem mais acentuada que no Brasil, ser um professor titular nos EUA confere grande prestígio junto à comunidade. Há um claro reconhecimento do seu status, do valor de sua posição na sociedade. A liberdade acadêmica chama atenção pelo fato de haver um forte interesse e tolerância para a diversidade. Esta liberdade manifesta-se no campo das teorias e das práticas, e se extende para os campos da política, religião e raças. Outro ponto que chama atenção é que os cursos de administração hoje tem uma clara maioria de estudantes do sexo feminino. De modo geral, obter uma graduação em administração pode representar um desembolso de 3 a 30 mil dólares apenas em taxas de mátricula e anuidades. Isto faz com que a faixa etária seja mais elevada que no Brasil e curiosamente as alunas já representam contingente maior que o de alunos.

Adalberto Fischmann
Fulbright Scholar-In-Residence, The Robert W. Plaster School of Business Administration, Missouri Southern State University e Professor Titular da Universidade de São Paulo



Seminário Internacional Democracia, Descentralização e Desenvolvimento: Brasil e Espanha
Data: 24 de novembro de 2006
Local: EBAPE/FGV/RJ
Realização: EBAPE/FGV em cooperação com a Fundação CIDOB-Centro de Informação Internacional de Barcelon-Espanha
Patrocínio: CAPES, Propesquisa-EBAPE/FGV, Fundação CIDOB-Espanha
Objetivo: lançamento do livro com o mesmo título, e a divulgação dos processos recentes de descentralização em cada um destes países, relacionando-os com os processos concomitantes de consolidação democrática e retomada do desenvolvimento.
Informações adicionais: sfleury@fgv.br">sfleury@fgv.br; (21) 25595783


Seminário Nacional de Educação Superior, Educação à Distância e Educação Corporativa: Contribuições para o Ensino Superior
Datas: 06, 07 e 08 de dezembro de 2006
Local: Fundação Getulio Vargas/Rio de Janeiro
Objetivo: Visa pensar e apreciar os últimos avanços no campo do ensino
superior no Brasil, do e-learning e da educação corporativa segundo a
visão de renomados especialistas.
Inscrições e informações: www.fgv.br


Seminário Nacional de Política de Gestão Pública Integrada
Datas: 27, 28 e 29 de novembro de 2006
Local: Fundação Getulio Vargas/Rio de Janeiro
Objetivo: Oferecer conexões e alinhamentos estratégicos, administrativos, institucionais, e político-econômicos entre as diversas esferas de governo.
Informações e inscrições: www.fgv.br


VII Conferência Internacional de RH
Changes in society, changes in organizations, and the changing role of HRM: managing international human resources  in a complex world
Data: June 12-15,2007
Local: Tallinn, Estonia
Informações: www.ebs.ee/ihrm2007



Diretor da EBAPE/FGV participa de seminário organizado pelo governo argentino
Nos dias 26 e 27 de outubro de 2006, o Prof. Bianor Cavalcanti participou de seminário internacional sobre modernização do Estado, em Buenos Aires, a convite do governo argentino.
O evento foi organizado no âmbito do Projeto de Modernização do Estado, da Chefia de  Gabinete de Ministros da República Argentina, e teve por objetivo a difusão dos resultados obtidos na área e a reflexão sobre as
principais tendências e experiências internacionais.

EBAPE/FGV publicará no Cognitive Science
O aluno do Mestrado em Gestão Empresarial, Paulo Brum, e o Prof. Alexandre Linhares, seu orientador, tiveram o artigo Understanding our Understanding of Strategic Scenarios  aceito para publicação no periódico Cognitive Science , um dos mais influentes das ciências da decisão. O fator de impacto do referido periódico é 2.38, superior aos de Management Science (1.66) , Decision Sciences (1.05) e Harvard Business Review (1.40). A última vez que pesquisadores brasileiros publicaram neste periódico foi há 13 anos, em 1993.

Abertura de Processo Seletivo para Professor Doutor
A Escola de Artes, Ciências e Humanidades da USP - EACH (USP Leste) abre incrições para contratação de Professor Doutor no Curso de Gestão de Políticas Públicas, na área Administração e Políticas Públicas
Período de Inscrições: 08 de novembro a 07 de dezembro de 2006
Local: Seção de Pessoal da EACH
Av. Arlindo Bettio nº 1000
Ermelino Matarazzo, 03828-000
São Paulo / SP
Informações adicionais: (11) 3091.1006; pessoaluspleste@usp.br">pessoaluspleste@usp.br; www.each.usp.br


Universidade Estadual do Ceará
O Estudos Sociais Aplicados – CESA, abre inscrições para a seleção do Curso de Mestrado Acadêmico em Administração – CMAAd – Área de concentração em Pequenos e Médios Negócios.
Período de Inscrição: de 06 a 10 de novembro de 2006
Local: Secretaria do Curso de Mestrado Acadêmico em Administração - CMAAd
Av Paranjana, 1700 Bloco do CESA – Campus do Itaperi
Fortaleza – Ceará - 60.740-000
Tel. (85) 3101.9940
email: cma@uece.br">cma@uece.br


Mestrado e o Doutorado em Administração da Universidade Federal de Lavras/MG
Encontram-se abertas as inscrições para o Mestrado e o Doutorado em Administração da Universidade
Federal de Lavras/MG. Os interessados deverão acessar:  www.prpg.ufla.br ou www.dae.ufla.br.


Mestrado Profissional em Administração da ESAG/UDESC
As inscrições para o processo seletivo do Mestrado Profissional em Administração da ESAG/UDESC - Universidade do Estado de Santa Catarina estão abertas até o dia 20/10/2006. Maiores informações no site www.esag.udesc.br/mestradoadm.

Trinta programas da ANPAD aderiram ao Programa de Capacitação Docente em Administração (PCDA)
Reunidos em São Caetano, no IMES e no ANPAD, os integrantes de PCDA decidiram organizar-se em consórcio, solicitar à ANPAD um espaço no portal e reivindicar à representação de área na CAPES a valorização das iniciativas de melhoria de ensino na ficha de avaliação.
PCDA terá um destaque no portal e solicitamos contribuições.
A comissão de avaliação acolheu as sugestões nos critérios de avaliação triênio 2004-2006  Programas Acadêmicos Administração, Contabilidade e Turismo incluindo nos quesitos Proposta do Programa, Corpo Docente, Produção Intelectual e Inserção Social referencias explícitas à ações de melhoria de ensino e de apoio à capacitação docente e publicações sobre ensino.
O PCDA está aberto a novas adesões e os programas já integrados estão definindo metas para 2007.
Os interessados em participar podem encaminhar pedidos de adesão à diretoria de avaliação da ANPAD.


Processo seletivo na EACH/USP
O Departamento de Recursos Humanos da EACH/USP abriu processo seletivo de professores para o Bacharelado em Sistemas de Informação. Mais informações: http://www.uspleste.usp.br/rh-info.php?pagina=sistemas-informacao

Doutorado em Administração e Turismo

As inscrições para o processo seletivo do Curso de Doutorado em Administração e Turismo da Universidade do Vale do Itajaí - UNIVALI estão abertas no período de 1º a 20 de dezembro de 2006 e de 22 de janeiro a 21 de fevereiro de 2007. Acessando o site www.univali.br/pdat é possível obter o edital do processo seletivo e várias informações sobre o curso. Quaisquer dúvidas as secretarias estão disponíveis para esclarecimentos através dos telefones 48-3279-9552 ou 9580 e 47-3261-1315 ou 1211, e e-mails pma.big@univali.br e posturismo.bc@univali.br.




O Marketing no Brasil

As duas últimas décadas têm sido bastante promissoras para a academia brasileira de marketing. Uma academia jovem e com crescimento dinâmico. Consideremos o sucesso dos EMA’s e o número crescente de submissões nesta área nos EnANPAD’s. Estes encontros revelam o que os pesquisadores do marketing investigam e suas preferências metodológicas, que parecem estar mais receptivas a diferentes abordagens de investigação.
A questão é, estamos evoluindo ou reinventando a roda? Estamos deixando de ser uma disciplina das ciências sociais aplicadas para ser uma “ciência social abstrata”? Abstrata no sentido do descompromisso com o desenvolvimento de uma teoria ou pesquisas que ajudem as nossas empresas a serem mais competitivas, sem nos tornarmos reféns da aplicação obrigatória na prática. Escravos da pesquisa aplicada? Não! Mas uma ciência que satisfaça tão somente o ego do seu pesquisador, também não! Onde está o meio termo, se é que existe meio termo na liberdade acadêmica? Me refiro a algo próximo ao que o CNPq denomina de impacto social, ou seja: Onde os achados das pesquisas realizadas atualmente na área de marketing no país estão contribuindo para a melhoria da sociedade brasileira?
Mas isto é possível sendo o marketing uma disciplina eminentemente operacional, onde as técnicas devem auxiliar no desempenho superior das organizações? O impacto social seria indireto, ou talvez direto em alguns casos como o marketing social, o marketing ecológico e outros nessa mesma linha.
A questão que surge então é quem definirá os limites do bom senso do marketing brasileiro para que ao nascer não seja desfigurado? (simbolicamente, considero que o marketing academico nasce no país com a realização do 1° EMA, pois comeca a refletir melhor as caracteristicas do nosso conhecimento).
Não há duvidas que temos uma academia forte com pesquisadores doutores formados nas melhores escolas do Brasil e do mundo. Uma academia eclética e extremamente competente. O que falta para o marketing excessivamente criativo do Brasil? Falta ainda a identidade, que defino como o nascimento do marketing brasileiro. O tipo de teoria que será reconhecida pela academia de marketing do mundo. Qual será a característica do nosso marketing? Gostaria de conviver com uma identidade de marketing não impositiva, de extremismos quanti ou qualitativistas, ou simplesmente de replicar o que é produzido lá fora. O Brasil merece uma área a ser desenvolvida aqui, que reflita as nossas identidades culturais e democráticas. Que seja complexa em suas perspectivas e única como é o povo brasileiro de modo geral.
Temos aqui pesquisadores extremamente capazes de produzir tal marketing, apenas nos falta estar preparados para aceitar tal realidade. Estes indivíduos sabem que não há uma abordagem melhor do que a outra, em termos de humanismo ou positivismo. O melhor está no bom senso, associado à competência acadêmica. Se isto for verdade, existe total condição de, com o apoio de diferentes correntes teóricas e metodológicas, desenharmos o verdadeiro marketing brasileiro: único e com credibilidade internacional.
Acredito que estamos no momento certo para o nascimento do marketing brasileiro - aquele com uma característica única - que saberá ter em seu corpo, influencias européias e norte americanas, pois da mesma forma que a cultura brasileira se desenvolveu com a contribuição de diferentes povos, a academia na área da administração segue o mesmo caminho.
Finalizando, acredito que esta na hora, com o nascimento do marketing no Brasil, de termos a nossa revista acadêmica de marketing. Celebremos o marketing no Brasil, o marketing da academia brasileira!




Lançamento de livro sobre marketing
"Marketing contemporâneo: novas práticas de gestão - com estudos de casos brasileiros" Editora Saraiva
Organizado pelo Prof. Antonio Carlos Giuliani,coordenador do Mestrado Profissional em Administração da Unimep/Piracicaba


EBAPE/FGV lança série de livros para difusão de avanços na área de administração
"Novas idéias em administração" é o primeiro volume de uma série que tem o propósito de informar a sociedade brasileira e a comunidade acadêmica sobre as pesquisas desenvolvidas pelos alunos do Programa de Doutorado da
EBAPE.
Mais informações sobre o livro podem ser obtidas no site da Editora da FGV: www.fgv.br/editora


FEA / USP Ribeirão lança livros
A Livraria Atlas e FEA / USP - Ribeirão lançam os livros "A Educação Rural no Brasil" de Cláudia Souza Passador da Editora Annablume e o livro "Dialética do Lazer" organizado por Valquíria Padilha pela Editora Cortez